Por Stela Victório Faustino

amamentando-laço-maternoDe repente me dei conta de que estávamos a sós, eu, minha bebê, o escuro da noite e minha respiração concentrada. Não haviam ruídos no meio da noite. Me notei em um estado de meditação. E eu estava amamentando. 6 meses e meio após o primeiro mamá desajeitado na maternidade e eu tinha uma naturalidade neste momento? Pasmei. Algo que foi tão difícil no início, teve tantas crises exaustas, agora era prazeroso. 6 meses e meio depois.

Esses dias li que o que queremos não é ser feliz,  mas sim termos vivências que nos façam sentir vivos. Gosto de concordar com isso. Estou sentindo na pele. No meio da noite éramos só nós: eu, minha bebê, o escuro da noite e minha respiração concentrada. E naquele momento eu já não sentia necessidade de mais nada. Foi sublime. Amamentar é uma experiência, nos atravessa. Assim foi pra mim.

Stela-Faustino-Depoimento-Laço-Materno-Doula-Massoperapia-Campo-Grande-MSStela tem 32 anos, é recém mãe da Allana, ama escrever, é psicóloga e docente em psicologia.

Publicou o livro: “A menina que olha pela janela” (https://www.facebook.com/poesiaspequenas/)