Por Arnaldo V. Carvalho

Terapeutas corporais, doulas e parteiras costumam colecionar repertórios de exercícios, massagens e outras técnicas para ajudar as mulheres na gestação. Mas como falamos na apresentação, talvez esteja faltando uma certa sintonia fina na escolha de tais métodos. Afinal, até onde a intervenção do terapeuta contribui para o empoderamento da mulher e seu corpo ou o contrário? Até onde uma medida externa que remove dor (entre outras) pode afirmar mais ainda para essa mulher de que ela é incapaz de encontrar seu equilíbrio por si ao longo desse processo, e como isso poderá ser um grande “treino para o insucesso” no que diz respeito ao trabalho de parto?

Indagações como essa demonstram uma preocupação com o que chamamos, em naturopatia, de “retorno ao natural”, ou seja, há um entendimento fisiológico acerca da gravidez que leva em conta aspectos geralmente negligenciados e vitais para uma que a gravidez seja por si saudável e, ao mesmo tempo, construção lenta e cuidadosa para um parto saudável. Nessa perspectiva, um profissional de saúde experiente precisa decidir o tempo todo, durante seus encontros com a gestante a ser atendida, sobre cada um de seus atos, avaliando se os benefícios imediatos podem estar comprometendo os mecanismos naturais a longo prazo. Mecanismos que dependem muito da construção de um core emocional fortalecidos para que a maternidade já se faça presente desde o primeiro momento.

Diferentes mães e suas famílias lidarão das mais diferentes formas com a gravidez, e isso é um fator a pesar na avaliação e escolha pela terapia mais empoderadora. Leva-se em conta a constituição física da mulher (que passa por idade, histórico geral de saúde, dedicação ao corpo – alimentação, exercícios, bom sono, etc. – entre outros), sua consciência corporal, sua experiência prévia como mãe e mesmo sua experiência prévia enquanto filha (o primeiro manual de instruções).

Vamos a situações claras: Digamos que uma gestante na vigésima semana de gravidez começa a ter fortes dores lombares. Há tanta coisa possível de se fazer? Compressas, remédios, massagens… Acupuntura! No encontro, o profissional escolhe fazer uma dessas coisas, a dor melhora, melhora muito mesmo. A gestante sai dali se sentindo ótima. Mas ela saiu sem entender o que acontecia para a dor estar lá, nem o que aconteceu para ela desaparecer. E o pior: ela não teve a oportunidade de se re-posicionar diante da vida (posturalmente, emocionalmente, etc.), não teve a oportunidade de adquirir consciência para sentir o que houve e acertar o rumo para não acontecer mais. O consciente que agradece pelo alívio não é o inconsciente que registra “não sou capaz de me perceber e reagir por mim”. À essa gestante, não foi dada a “vara de pescar”, que é sem dúvida a melhor coisa que um profissional que acompanha uma gravidez pode fazer. E aqui, podemos levar a ideia de “gravidez saudável para um parto saudável” no início desse texto, para algo maior: a conquista progressiva do poder de ser mãe se estenderá para o pós-parto, por toda a criação desse filho, e se firmará na experiência de uma vida feminina plena.

Aqui o leitor que atua na área pode argumentar: “mas ela foi desempoderada a vida inteira, porque isso é parte triste de nossa sociedade, sua educação e mecanismos de controle, não tenho lidar com isso justamente no momento em que ela [a gestante que o profissional atende] está grávida”. A este, digo e direi mais ainda em outro artigo: o poder da gravidez é o poder da transformação. Há mais transformações ocorrendo naquela mulher do que uma barriga que cresce e um bebê que se desenvolve. Gesta-se uma mãe, e isso inclui a recuperação de um potencial que estava adormecido naquela mulher, não importa a sua idade. Ela porta a semente, o solo está fértil. Seu papel é regá-lo!

 

Vamos ver com muito detalhe esse aspecto em cada uma das técnicas que ensinarei quando estiver com vocês em Campo Grande. Saber em que momento usar o quê, e como usar de modo a restituir (ou proteger) o poder e autoconfiança da mulher é a chave da assistência à gestação!

 

Abraços,

Arnaldo

 

* Arnaldo V. Carvalho é um psicoterapeuta corporal e naturopata, militante do cenário do nascimento e da saúde primal (da concepção ao primeiro ano de vida do bebê), e estará vindo do Rio de Janeiro para ensinar técnicas terapêuticas para profissionais da área, no Laço Materno. Confira (adicionar link para o evento)

 

O professor e terapeuta carioca Arnaldo V. Carvalho, militante do cenário que envolve o nascimento, virá ao Laço Materno nos dias 14 e 15 de abril de 2018 ensinar técnicas especiais de cuidado com a mãe-bebê durante todas as suas fases, inclusive no trabalho de parto e pós-parto.

O Laço Materno estará publicando, em primeira mão, uma série de artigos inéditos, Ensaios do Nascimento. Eles abordarão tópicos importantes sobre o tema, ajudarão os profissionais de saúde da área e as mães grávidas a estarem um passo à frente em seus cuidados e empoderamentos e poderão ser aprofundados na vinda do professor.

Acompanhe aqui todos os textos da série “Ensaios do Nascimento” do professor Arnaldo V. Carvalho.

Ensaios do Nascimento – Textos inéditos sobre o gestação, parto e pós parto: Arnaldo V. Carvalho escreve para o público do Laço Materno

Ensaios do Nascimento 1 – Contatos Imediatos: os contatos que o bebê no útero tem com o mundo exterior e seus impactos na vida

Ensaios do Nascimento 2 – Lugar de homem no parto é onde?

Ensaios do Nascimento 3 – As intervenções terapêuticas na gravidez e seus impactos no empoderamento da mulher

Ensaios do Nascimento 4 – Sexo e gravidez: o “detalhe Z”

Ensaios do Nascimento 5 – Gravidez, enjoos e a saúde placentária

Ensaios do Nascimento 6- O trabalho de parto e o manejo natural das circunstâncias

Ensaios do Nascimento 7 – Preparação para um pós-parto sem sustos

Ensaios do Nascimento 8 – Gravidez e Naturopatia

Ensaios do Nascimento 9 – O pensamento terapêutico oriental e a gravidez

Ensaios do Nascimento 10 – Ervas, aromas e alimentação na gravidez

Ensaios do Nascimento 11 – A gravidez da transcendência pessoal

Arnaldo V. Carvalho Therapies for a New Conscience www.arnaldovcarvalho.com +55 21 99246-5999