por Arnaldo V. Carvalho

 

Nosso corpo funciona como um sistema de mil balanças. Equilibram-se sódio e potássio, estrogênio e progesterona, simpático e parassimpático, e tantos outros hormônios, enzimas e condições bioquímicas! Elas formam um ritmo interno (ou melhor, diversos em sintonia) aparentemente constante. Eles são o movimento da vida, dentro de nós. Pulsam!

 

Que estranho pode parecer acreditar que é possível enxergar esses movimentos todos como originários de um só – a pulsação da vida, surgida quando espermatozoide e óvulo se encontraram e forjaram um DNA único – em toda a história, em todo o Universo.

 

Os orientais antigos não sabiam o que era DNA, não tinham máquinas que os fizessem enxergar os processos de fecundação em níveis microscópicos. Mas compreendiam que esse Um (célula mãe) ocorria por fusão de energias: O yin e o yang é a fonte de tudo o que existe, e toda a energia da vida. É o Big Bang ocorrendo dentro do corpo da mulher. Um Universo a surgir dentro de outro.

 

A célula-mãe multiplica-se, e aos poucos a embriogênese forma células especializadas. Aos poucos, as mil balanças estarão evidentes. As mães e pais adoram aquelas que se contraem e relaxam ritmicamente, a todo instante, logo no começo…. “TUM TUM, TUM TUM, TUM TUM”…É o bebê, ele está bem, ele está vivo!

 

Os orientais sabiam que a energia do bebê estava conectada à energia da mãe. Sabiam que o bebê dependia da força de circulação da energia da mãe – que ocorre por meio de canais invisíveis, chamados meridianos. E que esses passavam por alterações significativas durante a gravidez.

 

Uma gravidez saudável, portanto, passa pela livre circulação de energia da vida. E o que perturba essa circulação? Todos os fatores negativos externos (meio ambiente, microorganismos, etc.) e internos (emoções negativas, desequilíbrios orgânicos previamente instalados,etc.). Assim, a boa gravidez do ponto de vista tradicional oriental tem premissas parecidas com o que se sabe de fisiologia nos tempos atuais: é preciso comer bem, ter uma boa condição psíquica, fazer exercícios, etc.

 

Então, o que é que muda em se enxergar a gestação por esse viés? Dois fatores fáceis:

 

  1. A tal circulação de energia faz com que as células especializadas (que compõem os órgãos e sistemas) tenham pontos de acesso na pele. É no acesso a esses pontos que a Acupuntura, Shiatsu e outras terapias obtém a maior parte de seus benefícios.
  2. O entendimento de saúde e seu desequilíbrio é mais integrado. Pela visão de energia única, enxerga-se o corpo como um todo, e fica mais fácil compreender e tratar a estrutura orgânica com problemas está provocando, por exemplo, uma dor de cabeça.

 

Não fica nisso: Há toda uma forma de enxergar o contexto energético da gravidez, a qual pretendo compartilhar parcialmente com os alunos de nosso curso de Técnicas Naturais para a Gestação e o Trabalho de Parto. Aprenderemos o suficiente para praticar com segurança e eficiência o uso de alguns pontos e estratégias orientais para o período. Tenho certeza que adotarão! Mas tenho ainda mais certeza: trata-se de uma visão de alta complexidade, que não se esgotaria nem em anos de estudo. Então, que seja o ponto de partida para muitos!

 

Um abraço,

Arnaldo V. Carvalho

 

O professor e terapeuta carioca Arnaldo V. Carvalho, militante do cenário que envolve o nascimento, virá ao Laço Materno nos dias 14 e 15 de abril de 2018 ensinar técnicas especiais de cuidado com a mãe-bebê durante todas as suas fases, inclusive no trabalho de parto e pós-parto.

O Laço Materno estará publicando, em primeira mão, uma série de artigos inéditos, Ensaios do Nascimento. Eles abordarão tópicos importantes sobre o tema, ajudarão os profissionais de saúde da área e as mães grávidas a estarem um passo à frente em seus cuidados e empoderamentos e poderão ser aprofundados na vinda do professor.

Acompanhe aqui todos os textos da série “Ensaios do Nascimento” do professor Arnaldo V. Carvalho.

Ensaios do Nascimento – Textos inéditos sobre o gestação, parto e pós parto: Arnaldo V. Carvalho escreve para o público do Laço Materno

Ensaios do Nascimento 1 – Contatos Imediatos: os contatos que o bebê no útero tem com o mundo exterior e seus impactos na vida

Ensaios do Nascimento 2 – Lugar de homem no parto é onde?

Ensaios do Nascimento 3 – As intervenções terapêuticas na gravidez e seus impactos no empoderamento da mulher

Ensaios do Nascimento 4 – Sexo e gravidez: o “detalhe Z”

Ensaios do Nascimento 5 – Gravidez, enjoos e a saúde placentária

Ensaios do Nascimento 6- O trabalho de parto e o manejo natural das circunstâncias

Ensaios do Nascimento 7 – Preparação para um pós-parto sem sustos

Ensaios do Nascimento 8 – Gravidez e Naturopatia

Ensaios do Nascimento 9 – O pensamento terapêutico oriental e a gravidez

Ensaios do Nascimento 10 – Ervas, aromas e alimentação na gravidez

Ensaios do Nascimento 11 – A gravidez da transcendência pessoal

Arnaldo V. Carvalho Therapies for a New Conscience www.arnaldovcarvalho.com +55 21 99246-5999